Síndrome do Túnel do Carpo

Síndrome do Túnel do Carpo

É a manifestação clínica da compressão sofrida pelo nervo mediano, ao atravessar o túnel cárpico atipicamente apertado e desconfortável, e sendo este uma estrutura fisiologicamente sensível. Pelo túnel do carpo também passam os tendões flexores e abdutores dos dedos que se apertam juntamente com o nervo mediano que passa colado sob o ligamento cárpico. O volume aumentado do tecido sinovial dentro do túnel do carpo, por causas inflamatórias, pode explicar a evolução insidiosa desta patologia. É a síndrome neural compressiva periférica mais comum dentre todas, com incidência favorável às mulheres (70%), geralmente com comprometimento unilateral e do lado dominante, podendo ocorrer bilateralmente (34%). Sua incidência aumenta a partir da 5ª década, mas pode ser detectada em caráter excepcional nos jovens.

As principais queixas são a dormência diurna das pontas dos dedos, o choque no punho ao simples toque, e a possibilidade da dor noturna da mão, que podem a longo prazo evoluir para perda da sensibilidade e a conseqüente atenuação de algumas queixas sensitivas. A fraqueza da mão se justifica pela perda da força da musculatura do polegar, de forma progressiva, perdendo aos poucos a função de pinçamento frontal aos demais dedos.

O tratamento conservador é válido para casos pouco exuberantes e com tempo curto de evolução, bem como quando há outras patologias associadas, que se tratadas proporcionam o desaparecimento da síndrome. Por se tratar de patologia progressiva e debilitante, os casos antigos e com sintomatologia mais acentuada devem ser operados imediatamente.

Marque sua consulta

 

+(21) 98888 4142  Whatsapp_32px_1186684_easyicon.net

   +(21) 2568 5353 (fixo 1)

   +(21) 2569 4348 (fixo 2)

Deixe seu contato que retornaremos: